Abordagem Cognitivo Comportamental

Abordagem Cognitivo Comportamental e suas principais características

O que é a TCC?

 A Terapia Cognitivo Comportamental é uma das abordagens trabalhadas dentro da área da psicologia. Formulada pelo psicanalista Aaron Beck entre 1960 e 1970, a TCC (inicialmente denominada Terapia Cognitiva, e depois, se transformou em Terapia Cognitiva-Comportamental) surgiu como uma nova forma de psicoterapia, que inicialmente foi estruturada para o tratamento da depressão, mas que sofreu adaptações com o passar do tempo, para atender a outras demandas.

Como acontece o tratamento em TCC?

– É baseado em uma formulação cognitiva do caso, que busca a compreensão sobre cada paciente/caso, bem como suas crenças e seus padrões de comportamento. O modelo cognitivo é a base da TCC, e propõe que o pensamento disfuncional influencia diretamente no humor e no comportamento do paciente. Portanto, tem como objetivo ajudar na identificação e propor a modificação de pensamentos/comportamentos disfuncionais.

Quais são as principais características da TCC?

  1. O tratamento, na TCC, está baseado em uma formulação cognitiva do caso, em desenvolvimento contínuo. É a formulação que guiará o andamento e as intervenções em cada caso. 
  2. A TCC requer uma aliança terapêutica sólida, onde terapeuta e paciente precisam ser ativos e colaborativos para que haja evolução (como um trabalho em equipe)
  3. A TCC, inicialmente, enfatiza o presente. Traz um foco mais específico para o que está acontecendo atualmente na vida do paciente, bem como suas demandas vigentes.
  4. A TCC realiza um trabalho educativo, que visa tornar o processo da terapia compreensível.
  5. As sessões são estruturadas, e a aderência de um formato padrão auxilia e facilita o alcance dos objetivos. A tendência é que esse formato seja usado em todas as sessões, como se fosse guiado por uma agenda semanal.
  6. A TCC trabalha com uma variedade de técnicas e tarefas que auxiliam na mudança de pensamentos e comportamentos disfuncionais. Geralmente, o paciente traz metas que gostaria de trabalhar, e as intervenções são orientadas para o alcance das demandas de cada caso específico.
  7. A TCC inclui Planos de Ação (tarefas de casa), que facilitam no engajamento e na reflexão do que vem sendo trabalhando nas sessões.
  8. A TCC busca estimular o paciente a identificar, avaliar e modificar suas crenças disfuncionais, e utiliza a descoberta guiada para auxiliar os clientes a responderem às suas cognições disfuncionais. 

A TCC propõe que a interpretação que fazemos às situações que vivenciamos, gera diretamente um pensamento, uma emoção e um comportamento. Não é exatamente o que acontece, o evento em si, que faz a gente pensar, sentir e se comportar de tal maneira, mas sim a forma como os entendemos e interpretamos. Sendo assim, a modificação desses padrões disfuncionais pode trazer alívio e bem-estar, e a TCC busca promover essa intervenção e diminuir/modificar padrões que geram um certo nível de sofrimento do paciente. 

Texto: Carolina Loureiro de Oliveira