Estilos Parentais

Estilos Parentais

Estilo parental é a forma como os pais se relacionam com os filhos, como lidam com eles, os ensinam e os educam referentes a todos os domínios (cognitivo, social e comportamental). 

A forma como os pais interagem com os filhos influencia diretamente o desenvolvimento e a maneira como a criança aprende a enxergar e a se relacionar com o ambiente. 

Estilo permissivo 

Pais permissivos tem pouco controle sob seus filhos e são pouco exigentes. 

Esses pais costumam ter baixa autoridade, são muito tolerantes e satisfazem a maioria dos desejos dos seus filhos. A criança cresce com poucas regras e não são estabelecidos muitos limites. Isso não estimula a maturidade e o senso de responsabilidade. 

Estilo Autoritário 

Os pais autoritários controlam muito seus filhos, e impõem muitas regras.

Pais com esse estilo costumam avaliar muito a criança, criticando de acordo com as regras sem muita flexibilidade. São a favor de medidas punitivas para lidar com seus filhos quando entram em atrito e conflito com o que os pais pensam que é o certo. 

Estilo Negligente 

Pais negligentes não atendem à demanda de afetividade da criança. São pais que não são exigentes e não possuem muito monitoramento de seus filhos. Esses pais só atendem às demandas e os pedidos dos filhos de forma evasiva. Não fornecem cuidados e apoios continuados. 

Estilo Democrático/Autoritativo 

Pais democráticos encorajam seus filhos, ouvem suas opiniões, mas também cobram o cumprimento das regras. 

Eles costumam deixar os limites bem definidos, mas explicam os motivos e escutam os pontos de vista de seus filhos com enfoque no diálogo. Os filhos de pais democráticos têm sido associados a aspectos positivos, como a empatia, assertividade, autoconfiança e responsabilidade social. 

Concluindo 

Existe um gráfico que fala dos 4 estilos parentais que explica bem a relação entre autoridade e afetividade entre eles: 

Lembrando que não somos completamente um estilo ou outro, tendemos a agir diferente de acordo com os contextos, com o momento ou com a situação em específico.

Autora: Psicóloga Julia Gonzaga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Iniciar conversa
Entre em contato com o CAAESM